Zenaide Carvalho - Assessoria e Treinamentos

Como fazer a GFIP/SEFIP do 13º Salário PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 12
PiorMelhor 
Artigos

“Dificuldades são aliadas que nos possibilitam exteriorizar a capacidade latente.” (M.Taniguchi)


Se há uma obrigação acessória tributária que vem junto com o pagamento do 13º salário para as empresas, é a entrega da GFIP 13 – Declaração de Informações à Previdência Social – relativa ao 13º salário.

Essa declaração será transmitida via internet – usando o programa Conectividade Social – somente para a Previdência Social, já que o FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – deverá ser informado nas competências dos pagamentos da 1ª e 2ª parcelas.

As instruções para elaboração e transmissão da GFIP 13 encontram-se no Manual da GFIP/SEFIP e também na IN 971/09 RFB com relação à multas e atrasos na entrega, mas resumimos neste trabalho as informações essenciais.

Quem está obrigado

A GFIP do 13º Salário deve ser elaborada e transmitida por todas as empresas públicas e privadas, para informar a base de cálculo que gerou o recolhimento das contribuições previdenciárias sobre o pagamento do 13º Salário.

Empresas sem movimento

Todas empresas inscritas no CNPJ – Cadastro Nacional das Pessoas Jurídicas – têm a obrigação de transmitir a GFIP 13, mesmo aquelas em que não houve pagamento de 13º salário. Incluem-se aqui as empresas que estão inativas – mas que o CNPJ continua ativo – e aquelas em que só há pagamento de pessoas que não recebem 13º salário, como é o caso dos autônomos e dos administradores.

Não havendo pagamento de 13º salário, a GFIP 13 deve ser enviada com “Ausência de Fato Gerador”, a denominada “GFIP Sem Movimento”.

Prazos

Os prazos de envio não são os mesmos que os prazos das GFIPs mensais habituais. O recolhimento da Contribuição Previdenciária deve ser feito até o dia 20 de dezembro – caso não seja dia útil deve ser antecipado.

Já a GFIP 13 deve ser transmitida até o dia 31 de janeiro do ano seguinte, o que dá uma folga para conferir tudo antes da transmissão. Recomendamos realmente só transmitir a GFIP 13 mais para o final do mês de janeiro, para evitar que o arquivo se perca na virada do exercício fiscal.

Conciliação

Falando em conferir, vai uma dica: a GFIP 13 deve ser conciliada com a GPS 13 (Guia de Recolhimento da Previdência Social), para que não apareçam divergências entre o pagamento e a informação. Caso a GFIP seja transmitida com valor acima do recolhido impedirá a emissão da CND – Certidão Negativa de Débitos – já que a Receita Previdenciária acusará divergência e pagamento a menor.

Modalidades

Os trabalhadores que entram na GFIP 13 – aqueles que receberam o 13º salário em dezembro e que sofreram retenção – devem ser alocados na GFIP na modalidade 1 ou 9.

13º Salário Maternidade

Um detalhe que passa despercebido aos profissionais mais novatos é a possibilidade de deduzir do pagamento da GPS 13, os ‘avos’ relativos ao período em que as empregadas permaneceram de licença-maternidade no ano. Como o salário-maternidade de 120 dias é pago pela Previdência Social, também é permitido abater os avos de 13º salário relativos ao período da licença na GPS 13 e, consequentemente, também informar na GFIP 13.

Mas atenção: as empresas públicas em sua maioria já pagam licença-maternidade de 180 dias e nesse caso, só podem ser deduzidos os ‘avos’ relativos aos 120 dias, já que os 60 dias de prorrogação não é a Previdência Social quem paga e, portanto, não podem ser abatidos da contribuição que devida.

Compensações e Retenções

Podem ser deduzidas na GPS 13 e também informadas na GFIP 13 as compensações e deduções normalmente, segundo as regras vigentes.

Multas e Atrasos

Não é demais lembrar que há multas previstas em lei para as GFIPs entregues fora do prazo, com erro ou omissões, com valores mínimos de R$ 200,00 para GFIP Sem Movimento e R$ 500,00 para GFIP com movimento.

Com essas dicas você terá todas as condições de fazer a GFIP 13 da empresa sem maiores dificuldades.

Feliz Natal e Próspero Ano Novo!
Zenaide Carvalho
Contadora e Administradora, Instrutora de Treinamentos em GFIP/SEFIP para empresas privadas e empresas públicas. www.gfipsefip.com.br
Escrito em 17/12/2009.

 
404 - Fehler: 404
404 - Kategorie nicht gefunden

Die Seite kann nicht angezeigt werden, weil:

  1. Ein veraltetes Lesezeichen
  2. Eine Suchmaschine hat einen veralteten Index der Website
  3. Eine falsche Adresse
  4. Kein Zugriff auf diese Seite!
  5. Die angefragte Quelle wurde nicht gefunden!
  6. Während der Anfrage ist ein Fehler aufgetreten!

Bitte eine der folgenden Seiten ausprobieren:

Bei Problemen ist der Administrator dieser Website zuständig..

Kategorie nicht gefunden